O que significa “recordar sempre” de Cristo?

Toda semana, os Santos dos Últimos Dias se reúnem nas capelas de todo o mundo e partilham do sacramento. Esse ato representa a Última Ceia do Salvador, quando Ele ordenou a Seus discípulos que comessem pão e bebessem vinho – símbolos para o Seu corpo e sangue – em “memória” Dele (Lucas 22: 19-20). Nas orações sacramentais registradas nas escrituras, somos ordenados a “recordar sempre” do Salvador (D&C 20:77, 79).

Claramente, um dos propósitos centrais do sacramento é ajudar os seguidores de Cristo a lembrarem-se de Seu sacrifício. Mas você já parou para pensar sobre o que realmente significa “recordar”? É apenas para lembrar quem é Jesus e contar a história de Sua Expiação? Ou significa algo mais?

As orações sacramentais estão no Livro de Mórmon (Morôni 4: 3; 5: 2) e foram diretamente inspiradas pelas próprias palavras do Salvador aos nefitas quando Ele instituiu essa ordenança entre eles (3 Néfi 18: 7–11). Sendo esse o caso, podemos entender melhor como devemos “recordar” de Cristo, observando como os profetas do Livro de Mórmon usaram a palavra “recordar”.

De acordo com Louis Midgley, “O Livro de Mórmon usa termos relacionados com recordar e esquecer bem mais que duzentas vezes”. Midgley fez várias observações sobre o que é “recordar” no Livro de Mórmon:

  • Recordar refere-se à ação. O rei Benjamim ensinou a seus filhos sobre como seus antepassados sofriam aflições no deserto “para que se lembrassem de seus deveres” (Mosias 1:17).
  • O chamado para recordar é frequentemente um enérgico pedido para ver a mão de Deus ao libertar Seu povo da prisão e do cativeiro (Alma 29: 10–12). Atos formais para lembrar – como a realização de ordenanças ou rituais – nos permitem sentir como se estivéssemos realmente participando dos eventos passados.
  • A recordar inclui participação ativa de alguma forma; significa elevar o coração a Deus, isto é, arrepender-se.
  • Lembrar que Deus nos leva a prosperar e a ser elevados no último dia (3 Néfi 15: 1; Alma 38: 5). Por outro lado, se esquecer de Deus nos conduz à destruição e ao afastamento de Sua presença (Alma 37:13; 42:11). Aqueles que se esquecem estão em um sono terrível (2 Néfi 1:12 – 13);eles sofrem de cegueira espiritual e descrença (3 Néfii 2:1 – 2).
  • Recordar é também guardar os mandamentos (Helamã 5:14). Na verdade, recordar e guardar são algumas vezes usados de forma intercambiável tanto no Antigo Testamento quanto no Livro de Mórmon (Deuteronômio 5:12; Êxodo 20: 8; Jarom 1: 5; Mosias 18:23).
  • Recordar, no Livro de Mórmon, é guardar os termos do convênio entre Deus e Seu povo (1 Néfi 2:24; Alma 37:13; Mosias 1: 5–7).

O ponto principal sobre recordar não é simplesmente pensar em algum evento do passado. Significa fazer alguma coisa. É como um pai que pergunta a seu filho se ele se lembrou de realizar uma tarefa, como tirar o lixo, por exemplo. O pai não está apenas perguntando se a criança lembrou da tarefa em sua mente; em vez disso, o pai quer saber se a criança fez a tarefa!

No Livro de Mórmon, enfatizou Midgley, recordar e agir criam uma espiral ascendente de obediência a Deus (Mosias 13: 29–30).

“Do ponto de vista do Livro de Mórmon, a pessoa não age apenas para lembrar. As duas idéias estão conectadas em ambas as direções: uma pessoa se lembra, no sentido mais profundo, apenas agindo em conformidade com a vontade de Deus, e a ação então desperta a lembrança”, e assim continua o ciclo.

Uma ilustração convincente desse movimento ascendente está no final do livro de Alma, onde lemos sobre como lembrar do Senhor nos leva a uma prosperidade cada vez maior (ver Alma 62: 48–51).

Muito disso se relaciona com tomar o sacramento – que tem a intenção de nos lembrar dos convênios feitos no batismo e nos ajudar a nos comprometer novamente para cumprir os mandamentos. “Recordar sempre” de Cristo, portanto, significa não apenas lembrar quem Ele é.

sacramento

Significa segui-lo sempre, fazer as coisas que Ele quer que façamos em todas as circunstâncias e viver de acordo com Seus princípios. Essas coisas, por sua vez, devem nos lembrar ainda mais Dele e nos ajudar a segui-Lo constantemente, criando um ciclo ascendente que nos aproxima cada vez mais Dele e do Pai Celestial.

Nesta semana, ao participar do sacramento, procure lembrar-se verdadeiramente do Salvador e se comprometa a fazê-lo ao longo da semana e “sempre”.

Fonte: Book of Mormon Central

Relacionado:

As chaves de ministração de anjos usadas durante o Sacramento

2 comentários em “O que significa “recordar sempre” de Cristo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *