7 Conselhos dos Profetas sobre Educação e Carreira

Escolher uma carreira pode não ser fácil. Mas os profetas do Senhor nos deram ótimos conselhos sobre isso. Separamos sete deles:

1. Educar a mente e as mãos

O Presidente Gordon B. Hinckley, que foi Presidente da Igreja, ensinou:

“O Senhor deseja que vocês eduquem a mente e as mãos, seja qual for sua área de atuação. Quer consertando geladeiras ou realizando cirurgias delicadas, vocês precisam receber treinamento. Busquem a melhor educação disponível. Tornem-se trabalhadores íntegros no mundo que está diante de vocês. (…) Vocês trarão honra para a Igreja e serão ricamente abençoados por causa desse empenho.” (Ensinamentos dos Presidentes da Igreja: Gordon B. Hinckley, pg. 245)

2. Busque uma excelente educação e sinta alegria ao estudar

O livreto “Para o Vigor da Juventude” contém os conselhos e as diretrizes dos profetas para os jovens da Igreja. Entre os vários tópicos, encontra-se, o de “educação”. Lá lemos:

A educação é um investimento que proporciona grandes recompensas e abre as portas da oportunidade que, sem ela, permaneceriam fechadas para vocês. Planejem agora a educação que vão adquirir. Estejam dispostos a trabalhar diligentemente e a fazer sacrifícios, se necessário. Compartilhem as metas educacionais com sua família, seus amigos e líderes para que eles possam apoiá-los e encorajá-los.

Mantenham o entusiasmo pelo aprendizado, por toda a vida. Sintam alegria em continuar aprendendo e expandindo seus interesses. Decidam participar ativamente das oportunidades de aprendizado a seu alcance.”

3. Envolva Deus na escolha de sua [futura] carreira

O Presidente Howard W. Hunter deu o seguinte conselho à juventude está no processo de escolha profissional:

“A oração deve estar presente durante todo o processo. Ao reunirmos fatos, tomarmos decisões, ganharmos a experiência e o treinamento apropriados, e depois procurarmos um trabalho, é essencial combinar nossos esforços de autoconfiança com a oração e a humildade. A decisão é nossa, mas o Senhor aumentará nossa sabedoria se O buscarmos sinceramente.” (“Prepare for Honorable Employment”, pg. 123.)

4. Escolher um emprego honroso

O Presidente Howard W. Hunter, na época em que era membro do Quórum dos Doze Apóstolos deu algumas diretrizes para escolha de uma profissão:

“O emprego que escolhemos deve ser honroso e desafiador. Idealmente, devemos procurar um emprego com o qual nos identifiquemos por interesse, capacidade e treinamento. O trabalho [de uma pessoa] deve oferecer mais do que proventos adequados; deve dar à pessoa uma sensação de valor próprio e ser-lhe um prazer para ela—algo que aguarda fazer ansiosamente todos os dias.

Deixe-me sugerir uma definição de ‘emprego honroso’. Emprego honroso é emprego honesto, ao qual justo valor é dado e no qual não há fraude, engano ou trapaça. Seu produto ou serviço é de alta qualidade e o empregador, comprador, cliente ou paciente recebe mais do que espera. Emprego honroso é ético. Não envolve nada que abale o bem público ou a moralidade. Por exemplo, não envolve comercialização de bebidas, narcóticos ilícitos ou jogos de azar. O emprego honroso é útil. Fornece mercadorias ou presta serviços que fazem do mundo um lugar melhor para se viver.” (“Prepare for Honorable Employment”, pg. 122–23)

5. Trabalhar, Trabalhar, Trabalhar

Os profetas, no livreto “Para o Vigor da Juventude” disseram:

“O trabalho é honroso. O desenvolvimento da capacidade de trabalhar vai ajudá-los a contribuir para o mundo em que vivem. Isso irá lhes proporcionar maior senso de valor próprio. Vai abençoar vocês e sua família, tanto agora quanto no futuro.”

Também disseram:

“É no lar que se começa a aprender a trabalhar. Ajudem sua família participando de boa vontade do trabalho necessário para manter o lar. Aprendam cedo a ter sabedoria ao lidar com o dinheiro e a viver dentro de suas posses. Sigam os ensinamentos dos profetas pagando o dízimo, evitando dívidas e economizando para o futuro.

Estabeleçam metas para si mesmos e estejam dispostos a trabalhar arduamente para alcançá-las. Desenvolvam a autodisciplina e sejam dignos de confiança.”

dieter f. uchtdorf

6. Aplique constantemente dois princípios: trabalhar duro e aprender o máximo

O Elder Dieter F. Uchtdorf, na época em que servia na Primeira Presidência, contou sobre quanto sua família trabalhou duro depois de ter perdido tudo durante a Segunda Guerra Mundial:

“Lembro que meu pai — um funcionário público por formação e experiência — aceitou vários empregos difíceis, entre os quais o de minerador de carvão e de urânio, mecânico e motorista de caminhão. Para sustentar nossa família, ele saía bem cedo e geralmente voltava tarde da noite. Minha mãe abriu uma lavanderia e trabalhava inúmeras horas fazendo trabalho braçal. Ela colocou minha irmã e eu para trabalharmos com ela. Com minha bicicleta, tornei-me apanhador e entregador de roupas. Senti-me bem por poder ajudar um pouquinho a família e, embora não o soubesse na época, esse exercício físico foi excelente para minha saúde também.

Não foi fácil, mas o trabalho nos impediu de pensar demais nas dificuldades que enfrentávamos. Embora nossa situação não tenha mudado da noite para o dia, ela acabou mudando. É assim que funciona o trabalho: se simplesmente continuarmos a trabalhar com firmeza e constância, as coisas certamente vão melhorar.”

O Élder Uchtdorf também falou da importância do aprendizado:

“Vocês têm o dever de aprender o máximo que puderem. (…) Mesmo onde não houver como receber instrução formal, não permitam que isso os impeça de adquirir todo o conhecimento que puderem. Nessas circunstâncias, os melhores livros, de certa forma, podem tornar-se sua “universidade” — uma sala de aula que está sempre aberta e admite todos os interessados. (“Dois Princípios para quaisquer condições econômicas“, Conferência Geral, outubro de 2009)

7. Se você sentir que deve mudar de carreira

Às vezes sentimos que nosso emprego, profissão, carreira não são ideias. Talvez não sejam mesmo. Mas isso não significa que devemos desistir deles de maneira imediata. Talvez a solução esteja na gratidão. Essa citação de Jenkins Lloyd Jones, foi citada pelo Presidente Gordon B. Hinckley pode ajudar:

“Quem imagina que a vida tem que ser sempre um paraíso vai perder muito tempo correndo por aí e gritando que foi roubado.

A maioria das jogadas não acaba em gol. Os ossos, na maioria das vezes, são duros de roer. Na maioria das vezes, as crianças, quando crescem, não se tornam nada além de pessoas comuns. A maioria dos casamentos bem-sucedidos exige um alto grau de tolerância mútua. A maioria dos empregos é maçante a maior parte do tempo. (…)

A vida é como uma viagem de trem em tempos passados: atrasos, desvios, fumaça, poeira, cinzas e solavancos, entremeados ocasionalmente por belas paisagens e emocionantes arrancadas de velocidade.

O segredo é agradecer ao Senhor por deixá-los fazer a viagem” (Deseret News, 12 de junho de 1973).

Após exercer maior gratidão “pela viagem” você, ainda assim, pode sentir que deve mudar o rumo. Isso aconteceu como o Presidente Henry B. Eyring. Ele estudou física na Universidade de Utah – seguindo a área de atuação do cientista famoso que era seu pai. Mas ele não estava satisfeito com o rumo, e decidiu mudar a carreira.  Ele concluiu seu mestrado e doutorado em administração de empresas pela Universidade de Harvard. Sua carreira profissional teve grandes marcos, como por exemplo, foi presidente do Ricks College em Rexburg, Idaho, de 1971 a 1977, e lecionou na Graduate School of Business [Faculdade de Administração] na Universidade de Stanford de 1962 a 1971.

No final, não importa tanto a carreira escolhida, desde que possamos ajudar outras pessoas. O Presidente Eyring testificou:

“Vocês também descobrirão que o Senhor coloca ajudantes a seu lado: à sua direita, à sua esquerda e a seu redor. Vocês não estão sozinhas ao servirem a outras pessoas em nome Dele.” (Conferência Geral abril de 2016)

The post 7 Conselhos dos Profetas sobre Educação e Carreira appeared first on Mormonsud.net.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *