Casal Holland responde: O que significa Eva ter sido criada a partir da costela de Adão?

Em 7 de junho, o Élder Jeffrey R. Holland compartilhou em sua conta no Facebook que ele e sua esposa, Patricia, estavam comemorando seu 58º aniversário de casamento.

A publicação inclui expressões ternas de amor. O Élder Holland chama sua esposa de “minha vida, minha ajuda, minha esperança, tudo o que tenho” e “o ápice do propósito de minha vida”.

Ele a descreve como a “mãe de todos os viventes” em seu mundo e elogia a maneira como ela serviu na Igreja, na sua comunidade e em sua própria família.

No início de sua postagem, o Élder Holland também menciona um ponto interessante da doutrina cristã relacionada ao casamento: a ideia de que Eva foi criada a partir de uma costela retirada do lado de Adão.

In the final steps of creation, our Heavenly Father said, “It is not good that the man should be alone; I will make him…

Publicado por Jeffrey R. Holland em Segunda-feira, 7 de junho de 2021

O apóstolo escreveu:

“Nas etapas finais da Criação, nosso Pai Celestial disse: “Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjutora que lhe seja adequada”. Então, com a imagem de uma costela tirada do lado de Adão — “ossos de [seus] ossos e carne de [sua] carne” descreveriam a união deles — Ele criou uma mulher a quem Adão chamou Eva, “porque ela era a mãe de todos os viventes”. (Ver Gênesis capítulos 1–3.)”

Aqui, o Élder Holland observa a “imagem de uma costela”, talvez sugerindo que não deve ser interpretada literalmente. Outros líderes da Igreja falaram de maneira semelhante.

Por exemplo, o Presidente Spencer W. Kimball disse: “a história da costela, evidentemente, é figurativa”.

A própria irmã Patricia Holland elaborou esse significado figurativo em um devocional da BYU em 1985:

“Quando Deus reuniu Adão e Eva antes que houvesse qualquer morte para separá-los, ele disse: ‘Portanto, deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne’ (Gênesis 2: 24). Para reforçar a imagem dessa unidade, as escrituras indicam que Deus havia figurativamente tirado uma costela do lado de Adão para fazer Eva, não de sua frente para que ela o guiasse e não de suas costas para que ela o desprezasse, mas de seu lado, debaixo do braço, perto do coração. Ali, osso de seus ossos e carne de sua carne, marido e mulher deveriam estar unidos em todos os sentidos, lado a lado. Deveriam dar-se totalmente um ao outro e ‘apegar-se [um ao outro] e a nenhum outro’ (D&C 42:22)“.

Além da unidade, a costela de Adão também pode simbolizar a igualdade. No livro “The Man Adam”, Joseph Fielding McConkie e Robert L. Millet escreveram:

“As imagens usadas para tratar o relato do nascimento de Eva são as mais belas, principalmente em uma época em que há tanta confusão sobre o papel das mulheres. Simbolicamente, ela não foi tirada dos ossos da cabeça de Adão nem dos ossos de seu calcanhar, pois não é lugar da mulher estar acima ou abaixo dele. O lugar dela é ao lado dele, então ela é tirada, no sentido figurado, de sua costela – o osso que circunda o lado e fica mais perto do coração. Assim, encontramos Adão declarando: ‘Esta, agora eu sei, é osso de meus ossos e carne de minha carne; ela será chamada Mulher, porque foi tirada do homem’ (Moisés 3:23). Eva, ao contrário do resto das criações de Deus, era dos ossos de Adão e de sua carne, o que significa que ela era igual a ele em poderes, faculdades e direitos.”

Em 1987, o então Élder Russell M. Nelson fez um discurso chamado “Lições de Eva”, no qual ele deu uma declaração semelhante:

“Interessante para mim é o fato de que animais modelados por nosso Criador, como cães e gatos, têm treze pares de costelas, mas o ser humano tem uma a menos com apenas doze. Presumo que outro osso poderia ter sido usado, mas a costela, como sai e vem do lado, parece denotar parceria. A costela não significa domínio nem subserviência, mas uma relação lateral como parceiros, para trabalhar e viver, lado a lado.”

Existem muitas lições a serem aprendidas com o simbolismo de Eva sendo feita de uma costela do lado de Adão, e todas elas parecem apontar para a importância do casamento. E depois de passar 58 anos com sua esposa, o Élder Holland entende claramente essa importância.

Para concluir sua publicação no Facebook, ele disse o seguinte sobre seu aniversário de casamento:

“Seria um eufemismo dizer que o dia 7 de junho é um dia de celebração em nossa casa. Se vocês prometerem não me entender mal, eu diria que esse dia é mais como uma combinação de um serviço de adoração e um dia especial de Ação de Graças. Sou eternamente grato pela “adjutora” que Deus sabia ser “correta” para mim. Pat, feliz aniversário de casamento!”

Fonte: LDS Living

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *