Como a graça de Cristo ajuda a sobrepujar a fraqueza?

“E se os homens vierem a mim, mostrar-lhes-ei sua fraqueza. E dou a fraqueza aos homens a fim de que sejam humildes; e minha graça basta a todos os que se humilham perante mim; porque caso se humilhem perante mim e tenham fé em mim, então farei com que as coisas fracas se tornem fortes para eles”. Éter 12:27

Contexto e conteúdo

Em Éter 12, o profeta Morôni disse ao Senhor que estava preocupado que o Livro de Mórmon não fosse tão bom quanto ele esperava por causa de suas próprias imperfeições e fraquezas na escrita.

Em resposta, o Senhor disse a Morôni que,

“E se os homens vierem a mim, mostrar-lhes-ei sua fraqueza. E dou a fraqueza aos homens a fim de que sejam humildes; e minha graça basta a todos os que se humilham perante mim; porque caso se humilhem perante mim e tenham fé em mim, então farei com que as coisas fracas se tornem fortes para eles”.

Entender este versículo pode nos ajudar a saber como acessar a ajuda de Deus e permitir que a graça de Cristo nos ofereça apoio durante as dificuldades da vida.

Cristo disso a Morôni que se os homens fossem até Ele, ele os mostraria sua “fraqueza”. Algumas pessoas podem supor que isto signifique que Cristo nos mostraria nossas ‘fraquezas’.

No entanto, note que o Senhor usa a palavra ‘fraqueza’ e não ‘fraquezas’. Na verdade, os autores do Livro de Mórmon nunca usaram a palavra ‘fraquezas’.

Eles usaram a palavra fraqueza, não para falar sobre uma fraqueza específica que uma pessoa possa ter, mas para falar sobre a condição de estar fraco.

escrituras

Helamã, por exemplo, afirmou “confiamos em que Deus nos livrará, apesar da fraqueza de nossos exércitos” (Alma 58:37).

Nesta passagem, Helamã deixa claro que ele não está se referindo a uma fraqueza específica que todo o exército compartilha. Na verdade, ele está comentando sobre o pequeno número de soldados em seu exército comparado ao tamanho do exército lamanita.

Parece que esse é o mesmo conceito usado por Morôni em Éter 12. Morôni afirmou que, comparado aos escritos Jareditas, “quando escrevemos, observamos nossa fraqueza e tropeçamos por causa da colocação de nossas palavras”.

E o Senhor respondeu, “os tolos zombam, mas lamentarão; e não se aproveitarão de vossa debilidade, porque minha graça basta aos mansos” (Éter 12:25-26).

Ao ponderar sobre Éter 12:27, tendo o versículo de Alma em mente, fica claro que ele se refere à fraqueza que todas as pessoas experimentam na mortalidade, e não a uma fraqueza específica que Deus nos dá.

O Senhor então esclarece que a humildade é essencial se quisermos sentir o poder da graça em nossas vidas.

“E minha graça basta a todos os que se humilham perante mim”.

É importante que o texto não seja simplesmente “e minha graça é suficiente para todos”. A graça de Cristo só é totalmente efetiva na vida daqueles que “se humilham perante” Ele.

O Livro de Mórmon ensina que a graça está condicionada à humildade de aceitá-la. Por exemplo, 2 Néfi 10:24 afirma, “depois de vos reconciliardes com Deus, de que é somente na graça e pela graça de Deus que sois salvos”.

Isto sugere que homens e mulheres devem primeiro se reconciliar com Deus ao se humilharem para que possam sentir a graça de Cristo.

Quando as pessoas se humilham perante Deus e tem fé Nele, Cristo promete que irá fazer “as coisas fracas se tornem fortes para eles”.

No Velho Testamento, o conceito de graça também carregava a ideia de força. Podemos observar este conceito em Neemias 9:32, onde a palavra hebraica para a graça de Deus é usada em paralelo com Senhor sendo o “Deus grande, poderoso e temível”, enfatizando o poder e a força como parte da graça.

Também é possível ver este conceito em Jacó 7:6, que afirma que aqueles com fé adequada podem “ordenar em nome de Jesus e as próprias árvores ou as montanhas ou as ondas do mar”.

Portanto, quando Moroni afirma que por meio da graça coisas fracas podem se tornar fortes, é porque a própria graça está associada à força.

Doutrina e Princípios

Quando entendemos que o uso a palavra “fraqueza” no Livro de Mórmon significa a condição de ser mais fraco do que desejamos que fossemos, uma condição que todos nós enfrentamos na vida, o versículo em Éter 12:27 atribui um novo significado.

Todos nós passamos pela condição de fraqueza que é parte de sermos humanos, e isto é para que possamos exercer a humildade.

Em nossa humildade, reconhecemos que nossa própria condição de fraqueza e queda abre a porta para a graça de Cristo em nossas vidas.

E finalmente, “ao nos achegarmos a Ele com fé, o Salvador nos fortalecerá para que possamos carregar nossos fardos e cumprir as tarefas que não poderíamos cumprir sozinhos”.

Se nos humilharmos e nos achegarmos a Cristo, Ele nos ajudará a sobrepujar nossas fraquezas através de Sua graça e poder.

Porque a graça está tão intimamente conectada com a força, todos podemos ser fortalecidos pela graça de Cristo, e ter fé que nós como “coisas fracas” podemos nos tornar fortes.

Compartilhar um convênio com o Senhor nos dá acesso a habilidades além de nossa própria capacidade, através de Seu poder e misericórdia.

Como o Élder David A. Bednar afirmou,

“Portanto, o aspecto capacitador e fortalecedor da Expiação ajuda-nos a ver e a fazer e a tornar-nos bons de maneiras que jamais teríamos reconhecido ou realizado com nossa limitada capacidade mortal. Testifico que o poder capacitador da Expiação do Salvador é real”.

Fonte: Book Of Mormon Central

The post Como a graça de Cristo ajuda a sobrepujar a fraqueza? appeared first on maisfe.org.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *