Como foi o devocional do Élder Uchtdorf em São Paulo

Nesta terça-feira, dia 19 de fevereiro, o Élder Dieter F. Uchtdorf falou em um devocional para as estacas de São Paulo.

Também estavam presentes o Presidente Marcos A. Aidukaitis, da Área Brasil, com seus conselheiros, Élder Adilson de Paula Parrella e Élder W. Mark Bassett. O Élder Patrick Kearon, da presidência dos Setentas, também estava presente, acompanhando o Élder Uchtdorf.

Confira abaixo os destaques do discurso do apóstolo:

O apóstolo falou sobre a nova diretriz para os missionários que agora podem ligar para sua família semanalmente. Ele pediu que as mães tenham paciência, porque eventualmente, os seus filhos e filhas na missão não vão ligar com tanta frequência porque “é um sinal de que eles estão crescendo. Quando eles voltarem, receba-os como filhos maduros do Pai Celestial e não como seus filhinhos pequenos. Eles mudam. Nós tomos mudamos, e progredimos ao seguir em frente.”

Élder Uchtdorf comentou sobre sua visita ao Centro de Visitantes do Templo de São Paulo.

Ele disse que viu o progresso do projeto na sede da Igreja. E quando foi apresentado perguntaram se um centro de visitantes daquele tamanho era necessário. Foi respondido que sim porque “Não há apenas o templo e a sede de estaca próximo ao centro de visitantes, mas também uma estação de ônibus, o metro e um Walmart. Então muitas pessoas passarão na frente do edifício.” Élder Uchtdorf também comentou que eles falaram que muitas pessoas ficariam presas no trânsito e teriam que ficar olhando para o Centro de Visitantes e ver o Salvador.

Então o apóstolo fez um convite para que todos possamos trazer nossos amigos, especialmente os jovens, para que possamos mostrar o que acreditamos. Por que “esse é um sentimento maravilhoso.”

Em sua visita ao Brasil ele saiu para ensinar com os missionários e viu como eles ensinavam. O apóstolo disse ter ficado impressionado com a maneira que os missionários ensinavam e convidou a todos a confiar neles. Convidou os membros a garantir que os conversos, principalmente os jovens, tenham amigos e se sintam em casa. Élder Uchtdorf disse que os membros devem ajudar os recém conversos a se tornarem discípulos de Cristo e que as capelas também devem ser um centro socialização.

Sobre o vocabulário santo dos últimos dias ele disse: “Quando conversarem com as pessoas, tenham a certeza que elas entendam o que você diz.”

Ao falar sobre o currículo “Vem, e Segue-me” ele falou sobre a importância de usar a tecnologia para diminuir a necessidades de anúncios no domingo, para dar mais tempo ao que é mais importante.

Embora as tecnologias sejam algo maravilhoso que nos ajudam a focar no que é essencial na vida, ele disse que o inimigo sempre tenta transformar tudo que é bom em algo ruim. Não devemos temer a tecnologia, mas devemos ser cautelosos.

Que nossos temores não definam nosso futuro

Ele disse que aprendeu isso com Élder James E. Faust, que amava o Brasil.

“Pensem no que fazem agora, porque isso não afeta somente o seu futuro, mas também o futuro da geração depois da sua.”

O apóstolo falou sobre o crescimento da Igreja no Brasil e como nossa fidelidade hoje influenciará a geração futura. “Vocês são parte da história. Vocês são pioneiros. Não subestime sua influência. Sejam positivos e verão grandes coisas acontecerem.” disse ele.

“Compartilhem o evangelho com aqueles que estão ao seu redor.”

O apóstolo também falou sobre as recentes mudanças e como elas são planejadas e consideradas por muito tempo. Mas “chegou o momento de fazer mudanças. Bênçãos maravilhosas virão se nós as abraçarmos e fizermos algo a respeito disso.”

noites em um lar santificado

O que fazemos com as horas extras no domingo?

Ao falar sobre a mudança nas reuniões da Igreja que agora tem duas horas, ele disse que devemos usar o tempo extra para edificar a igreja em número e espiritualidade, e fortalecer nossas famílias e nossas próprias vidas.

“Não compliquem o “Vem, e Segue-me.” Usem para o propósito que ele foi criado.”

Élder Uchtdorf falou sobre o estudo do Novo Testamento. E como podemos usar as epístolas do apóstolo Paulo (em São Paulo, brincou), para explicar sobre o nome da Igreja e porque usamos o termo “santos dos últimos dias.” O apóstolo Paulo se dirigia aos membros da igreja primitiva usando o termo “santos.”

Podemos explicar que A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é a mesma Igreja estabelecida por Jesus Cristo quando Ele estava na Terra.

“Coisas maravilhosas que precisamos nos lembrar”

Élder Uchtdorf falou sobre o amor que sua esposa tem pelo Brasil e sobre a importância das famílias. Embora algumas pessoas tem o desejo, mas talvez não se casem nessa vida “se permanecemos fiéis aos princípios e valores do evangelho de Jesus Cristo, nós tomos vamos receber essas benção. Nesta vida ou na vida vindoura.”

Ele falou sobre como essa vida é apenas uma fração na eternidade e proferiu a promessa que se usarmos esse tempo com sabedoria, seremos abençoados com coisas dessa vida, com felicidade, apesar das circunstâncias. E então se seguirmos os valores e princípios do evangelho, guardarmos os mandamentos, e permanecemos fiéis aos nossos convênios, receberemos grandes bênçãos.

“Temos que viver por meio da Fé.”

Ao ler as escrituras, o apóstolo falou sobre a importância de deixar o coração sentir o que está sendo lido, e como isso pode mudar nossa vida. “Porque as escrituras nos dizem, que devemos aplicá-las em nossas vidas.” Versículo por versículo.

Ele falou sobre a importância de metas de longo e curto prazo e que devemos preparar os jovens para o novo programa que virá em 2020.

Em seu encontro com o Governador de São Paulo o apóstolo recebeu o cartão de visitas de João Dória. Mas ele deu algo para o governador também: a versão de bolso do panfleto “Para o Vigor da Juventude.”

Para o Vigor da Juventude

Ele disse que o governador pegou o panfleto, começou a ler cada título e ficou impressionado.

Élder Uchtdorf mostrou o panfleto e fez-nos um convite:

“Usem isso. Façam disso o seu guia. É curto, mas é grandioso.”

Ele enfatizou os princípios de arrependimento e perdão, que nos dá um novo começo quando nos sentimos desanimados ou indignos. O apóstolo então convidou-nos a internalizar os princípios do Para Vigor da Juventude e deixar sempre o pequeno panfleto junto com a recomendação do templo em nosso bolso.

O apóstolo disse que assinatura mais importante em nossa recomendação do templo é a nossa. Se vivermos os princípios contidos no panfleto Para o Vigor da Juventude, estaremos dignos de portar a recomendação do templo.

Uma visão para o futuro

Élder Uchtdorf falou então sobre a importância de ter uma visão para o futuro. Ele pediu para que encontremos nossas metas e a sigamos.

Ele pediu para que os pais e avós também tenham uma cópia do panfleto Para o Vigor da Juventude para conversar com os jovens e prepará-los para o futuro. Essas conversas não devem ser para colocar os jovens para baixo, mas para perguntar sobre como eles se sentem sobre essas coisas.

um chamado, benção patriarcal

Simplificar

Élder Uchtdorf falou que frequentemente as pessoas perguntam se dá para resumir todo o evangelho em apenas um princípio. Ele disse que o evangelho é vasto demais e tem as respostas para todas as perguntas, mas também é simples o suficiente para que uma criança de 8 anos compreenda.

Para que aqueles que buscam simplificar as coisas, podem resumiu em:

  • Guardar os mandamentos.
  • Confiar em Deus.

Sobre guardar os mandamentos, ele disse que há alguns mandamentos mais fáceis como: dízimo, jejum, frequência à Igreja; e há mandamentos mais difíceis como: amar o próximo, amar os membros da família, amar aqueles que não nos amam, e até mesmo amar e perdoar nosso cônjuge.

“Vale a pena começar com as coisas que são fáceis e sentir a confiança que nos guiará a fazer as coisas mais difíceis no evangelho.”

Para ter sucesso no casamento, ele sugere que comecemos com a comunicação entre o casal.

Em seu casamento, ele contou que no começo não gostava de conversar muito quando chegava em casa. Então eles decidiram caminhar juntos. Ao caminhar, Élder Uchtdorf tinha mais facilidade de conversar. Desse hábito eles desenvolveram sua comunicação.

“Confiem no Senhor. Ele ama vocês. Ele conhece vocês.”

O que aprendi sobre Jesus Cristo com a vista de Élder Oaks

O apóstolo encerrou falando sobre o amor de nosso Pai Celestial que deu Seu filho Jesus Cristo por nós e que Ele quer que tenhamos sucesso.

“Ele já pagou o preço. Depende de nós confiar Nele e se necessário, seguir o caminho do arrependimento e receber o consolo e paz que vem Dele. Não rejeitem essa dádiva maravilhosa e o sacrifício da vida de Jesus Cristo.”

Relacionado:

Élder Uchtdorf visita família de missionário brasileiro que faleceu em Portugal

Um comentário em “Como foi o devocional do Élder Uchtdorf em São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *