3 maneiras de encontrar cura depois do fim de um relacionamento

Quando estamos com o coração partido, muitas vezes evitamos sentir a dor – seja um fim de relacionamento, um divórcio, uma separação ou mesmo uma perda de emprego. Preenchemos a vida com trabalho para esquecer a dor, mas não há saída fácil para aqueles sentimentos de vazio. Precisamos de tempo para lamentar e aceitar a tristeza, caso contrário, o processo de cura será muito lento ou incompleto. Os especialistas recomendam que passemos pela dor emocional, não dar a volta nela. Ao aprender a lidar com essas emoções, tornamo-nos pessoas mais fortes e mais capazes de lidar com as nossas provações.

Pegue um pedaço de papel e uma caneta. Anote as possíveis metas pessoais que vão ajudá-lo a passar pela dor emocional que está enfrentando.

a ansiedade

1. Encontre um novo propósito

“Aqueles que têm um ‘porquê’ para viver,  conseguem enfrentar qualquer ‘como’.”

― Viktor E. Frankl, Man’s Search for Meaning

O primeiro passo para aceitar a dor é entender quem somos e por que reagimos da maneira que reagimos. É preciso desapegar-se de tudo o que está prolongando a dor (medo, raiva, ansiedade, desânimo, etc.) e encontrar um novo propósito. Pergunte a si mesmo: “O que devo aprender com isso?”. Conheço um homem que odiava o trabalho, e, em seguida, foi demitido. Sofreu um ano terrível antes de encontrar um novo emprego. No início, questionou o seu valor, mas em vez de manter consigo a dor, conseguiu livrar-se dela e percebeu que obteve um emprego melhor e um salário maior, bem como passou a ter mais tempo com a sua família. Pode parecer impossível recuperar-se de um divórcio ou um desemprego, mas o mesmo princípio aplica-se a ambas as circunstâncias.

2. Faça exercícios

A depressão e a ansiedade são frequentemente sentimentos que acompanham a dor emocional. No entanto, o esforço físico traz um alívio imediato e rápido aos efeitos secundários dessa dor que são incapacitantes. A atividade aumenta o nível de serotonina e norepinefrina e estimula os processos químicos cerebrais que aumentam o crescimento das células nervosas. Em um nível emocional, esta é uma coisa que você pode controlar e algo em que é possível tornar-se perito, cuidar do bem-estar de seu corpo e sua mente. Começar é frequentemente a parte a mais difícil desta etapa para a cura, então encontre algo que você goste de fazer ou sempre quis fazer. Faça passeios, caminhadas, jogue tênis, corra, faça natação ou talvez kick-boxing. Há também um poder em se trabalhar em grupo. Isto pode te colocar em uma “tribo” que logo se tornará em uma família. Essas atividades também pode fornecer-lhe um novo propósito na vida. Faça uma viagem divertida. Avalie o seu progresso. Não precisa ter a ver com perda de peso ou entrar em forma, apenas com sentir melhor, conectar-se com novas influências positivas e amigos, e dar um novo foco que não seja sua dor.

feliz apesar das circunstâncias

3. Perdoe e siga em frente

“A escuridão não pode afastar a escuridão, apenas a luz consegue fazer isso. O ódio não pode afastar o ódio, apenas o amor consegue fazer isso.”

—Martin Luther King Jr.

O perdão permite que a dor interior seja retirada do indivíduo para que ele veja as coisas de uma perspectiva diferente e, quem sabe, começar a entender o porquê das ações daqueles que te machucaram. Nem sempre significa que teremos condições de sobrepujar nossas deficiências, medos ou lutas sem nos machucarmos novamente. Isso pode significar que podemos, com a visão e ajuda do Senhor, parar de carregar nossos fardos como se estivéssemos sozinhos e seguir em frente. Se nossos amigos estão abertos para ouvir, podemos conversar com eles ou podemos nos distanciarmos deles.

Muitas vezes acreditamos que aqueles que nos machucaram não merecem perdão, mas devemos perdoá-los para o nosso próprio bem-estar, não o deles. Quando não perdoamos, estamos vinculados à pessoa e a ligação permanece por meio dos sentimentos de mágoa e ressentimento. Realmente queremos viver com isso a vida? O perdão vai quebrar esse vínculo e você pode ir embora livre com um grande peso iluminado.

Aprenda a perdoar mesmo que não pediu desculpas. É libertador.

Nota do autor: Embora essas estratégias possam ajudar, há ocasiões nas quais precisamos de ajuda profissional para enfrentar certas situações na vida. Assim como uma perna quebrada, se essas situações graves não são tratadas, podem nos matar. Se você precisa de ajuda profissional, busque-a.

Fonte: LDSLiving.com

Relacionado:

Apoiar os membros de nossa ala que estão passando por divórcio

The post 3 maneiras de encontrar cura depois do fim de um relacionamento appeared first on Mormonsud.net.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *