As perguntas certas a fazer quando enfrentamos adversidades

As pessoas geralmente enfrentam seus desafios de modo diferente. Algumas pessoas, por exemplo, perguntam “por comigo?” ao enfrentar adversidades. Outros se perguntam “o que preciso aprender agora?” Examinarei como essas abordagens diferem, porque a última abordagem é mais saudável e como podemos nos tornar santos dos últimos dias que fazem a última pergunta.

O problema com o a pergunta “por que comigo?”

Quando você pergunta “por que isto está acontecendo comigo?” na verdade você está se comparando aos outros. É a mesma coisa de perguntar “Por que o que está acontecendo comigo não aconteceu com outra pessoa?” Você culpa os outros e a Deus por seus infortúnios. A inveja e o ciúme se infiltram e você passa a desejar mal aos outros.

Perguntar “por que comigo? não resolve seus problemas, nem traz crescimento pessoal ou espiritual algum. É uma abordagem improdutiva a adversidade, e pode levar até à diminuição ou perda da fé.

Por que devo perguntar “O que preciso aprender agora?” É uma abordagem melhor

Se perguntamos a nós mesmos “o que preciso aprender agora?” em vez de “por que comigo?” poderíamos ter um impacto mais positivo no resultado. Em vez de se concentrar nas coisas incontroláveis, poderíamos dizer “Certo, aconteceu algo estranho que nos afetou de modo negativo. O que podemos fazer agora para melhorar as coisas?”

Fazer a pergunta “o que preciso aprender agora” tende a levar ao crescimento. Nos ajuda a olhar para o futuro em vez de deixar nossas adversidades do passado nos desanimarem. Ajuda-nos a ter responsabilidade quando é necessária a prestação de contas, e ajuda-nos a focar nas coisas que podemos controlar. Acima de tudo, ficamos com uma disposição mais feliz e podemos desenvolver maior fé em Deus.

Por que comigo?

Assista ao clipe abaixo sobre a experiência do Presidente Hugh B. Brown:

O Presidente Brown relata como se sentiu triste, muito parecido com o arbusto de groselha em lágrimas, quando foi negado a ele uma promoção militar por causa de sua fé. Em primeiro lugar, tenho certeza que o Presidente Brown deve ter pensado “Por que comigo?” Mas sua perspectiva mudou quando se lembrou de que às vezes somos cortados para que Deus cultive-nos e tornemos algo melhor.

Como Néfi abordou a adversidade?

Agora, vamos ver como isso se desenrola no Livro de Mórmon. Néfi, o profeta-herói do Livro de Mórmon, foi colocado em muitas circunstâncias similares às de seus irmãos, Lamã e Lemuel. No entanto, Néfi cresceu espiritualmente a partir desses eventos enquanto Lamã e Lemuel não. Parte da razão do crescimento incrível de Néfi era sua visão positiva ao enfrentar a adversidade.

Por exemplo, quando Néfi quebrou seu arco, “Lamã e Lemuel e os filhos de Ismael começaram a murmurar muito” (1 Néfi 16:20). Na verdade, um arco quebrado era uma provação e tanto. Todos dependiam do arco de Néfi para obter comida, então a caravana praticamente não sabia o que eles comeriam na refeição seguinte. A adversidade foi tão grande que até Leí começou a murmurar e reclamar!

Mas a reação de Néfi foi diferente do que a de Lamã e Lemuel. Em vez de reclamar de sua má sorte, Néfi olhou para a frente; em vez de perguntar “por que isto está acontecendo comigo?”, Néfi perguntava “o que posso fazer agora para resolver este problema?”.

1 Néfi 16:23 diz-nos que Néfi “[fez] um arco de madeira e, de uma vara reta, [fez] uma flecha”. Néfi então perguntou a seu pai onde ele deveria ir para obter comida, saiu para caçar e foi recompensado. Ele não permitiu que a circunstância ditasse seu sucesso, e o momento de adversidade ajudou a fortalecer sua fé em Deus.

Conclusão

Não deixemos nossas adversidades nos desanimar. Em vez disso, que elas possam nos refinar, fortalecer e nos purificar. Que aprendamos a desenvolver uma atitude que permite o crescimento espiritual e pessoal, mesmo quando enfrentarmos a adversidade mais amarga e difícil.

Quais são algumas coisas que você tem feito para manter uma perspectiva positiva quando enfrenta adversidades?

Fonte: ThirdHour

Relacionado:

Alguns sinais de que tem provações a caminho para você

O Pai Celestial Não é o Responsável por Nossas Provações e Dificuldades

The post As perguntas certas a fazer quando enfrentamos adversidades appeared first on maisfe.org.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *