Como perdoar a si mesmo dos pecados e erros do passado

Uma vez, uma amiga me perguntou “Por que mesmo depois de passarmos pelo processo do arrependimento, ainda é difícil de nos perdoarmos de nossos erros? Não estou fazendo o suficiente? O Senhor quer mais de mim?”

Um dos propósitos de vir a essa terra é para que possamos aprender lições importantes, e eventualmente nos tornarmos como nosso Pai Celestial. No entanto, esse plano maravilhoso não requer que sejamos perfeitos.

O Senhor sabe iremos falhar, por este motivo ele nos deu o princípio do arrependimento, o que permite que voltemos a Ele, mesmo depois de fazermos escolhas imprudentes.

Mas e se mesmo assim, não conseguirmos nos perdoar de nossos erros? Seguem algumas coisas que podemos fazer para possamos sentir paz novamente.

Ouça ou leia as palavras dos profetas modernos

Os líderes da Igreja são ordenados a “proclamar arrependimento a todos os povos!” Busque nos discursos das Conferências Gerais e você encontrará diversos que falam sobre arrependimento e perdão.

Quando você tiver esse sentimento de culpa, ouça ou leia um desses discursos. Pense em como essas palavras foram ditas para você e para o que você está passando. Você encontrará palavras que trarão conforto ao seu coração.

Converse com seus líderes

Confessar é uma parte importante do processo de arrependimento. Podemos pensar “Ah, já confessei ao Senhor e parei de cometer aquele erro”. Mas, quando ainda carregamos esses sentimentos ruins em nossos corações, pode significar que ainda precisamos falar com a autoridade do sacerdócio apropriada: nossos bispos.

O Élder C. Scott Grow compartilhou uma história sobre uma senhora de meia idade que ainda carregava a culpa de um erro que cometeu na adolescência.

Ele disse que essa mulher carregava “sozinha o peso de seu pecado, em vez de deixar que o Salvador carregue o fardo.”

Quando a mulher finalmente confessou, ele viu uma mudança em seu semblante. Ele viu felicidade.

O Élder Grow também compartilhou:

“Por favor, não cometa o mesmo erro que ela cometeu. Se tiver sentimentos de culpa, mas não souber com certeza se precisa confessar a seu bispo, procure-o. Deixe que ele o ajude. Não se arrisque a carregar um fardo desnecessário por toda a vida, que vai deixá-lo sentindo-se infeliz. Por meio da confissão ao bispo e de seu arrependimento, o Senhor vai aliviar esse fardo de sua alma.”

Continue a fazer o que é bom

Quando os sentimentos de culpa nos atingem, o adversário por usá-los para nos fazer pensar que nunca, jamais seremos dignos novamente.

E isto pode nos consumir, nos enchendo de sentimentos de inadequação, e fazendo com que nos esqueçamos de como somos bons.

Mas servir ao próximo é a melhor maneira de sentir paz e alegria. Saia, sirva, e nunca deixe de obedecer aos mandamentos do Senhor.

revelação pessoal nas orações

Peça ao Senhor

Satanás quer impedir o processo de arrependimento da alma. Ele quer que acreditemos que somos um caso perdido e que não dever perder tempo, ao tentarmos nos arrepender. Mas o Senhor nunca colocará palavras de desencorajamento em nossos corações.

O Élder Neil A. Andersen disse:

“Maravilho-me com os braços de misericórdia e amor do Salvador que envolvem a pessoa arrependida, por pior que tenha sido o pecado. Testifico-lhes que o Salvador pode perdoar nossos pecados e está ansioso por fazê-lo. Que maravilhoso privilégio temos de abandonar o pecado e achegar-nos a Cristo! O perdão divino é um dos frutos mais doces do evangelho, que remove a culpa e a dor de nosso coração e as substitui por alegria e paz de consciência. Jesus declara: “Não volvereis a mim agora, arrependendo-vos de vossos pecados e convertendo-vos, para que eu vos cure?”

O Senhor nos conhece, ele conhece os desejos de nossos corações. Somente ele pode nos dar a segurança de que fomos perdoados. Escute e acredite Nele.

Podemos nos perdoar de nossos próprios pecados? Sim!

Uma das mais maravilhosas e esperançosas mensagens de arrependimento é que todos nós temos a oportunidade de voltarmos a trilhar o caminho certo.

Por causa da expiação do Salvador, não existe erro que não possa ser curado, não existe fardo ou culpa que não possa ser removida. Sim, é difícil, mas você não precisa fazer isto sozinho.

Através das palavras de nossos líderes, ao pedir ajuda para o bispo, servir, e pedir ao Senhor, podemos nos sentir limpos novamente.

Fonte: Faith

Relacionado:

Você precisa entender a diferença entre culpa e vergonha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *