Dia dos Pais | Quão bem você conhece o seu Pai Celestial?

Com pensamentos e gratidão voltados aos nossos pais biológicos e a todos aqueles que amamos como pais, não posso deixar de me perguntar quantos de nós pensaram no Pai Celestial no dia dos Pais.

Afinal, Ele é o pai dos nossos espíritos. Mas talvez a pergunta mais apropriada seja: “quão bem o conhecemos como pai?”

Filhas e Filhos espirituais de um Pai Celestial

As escrituras nos ensinam que somos literalmente filhos e filhas espirituais do Pai Celestial e que vivíamos com Ele antes de nascermos.

Não nos lembramos da relação que tínhamos com Ele, mas estar na Terra significa que confiamos Nele e no Seu plano de felicidade.

Antes de nascermos, sabíamos que iríamos enfrentar desafios e dificuldades, mas concordamos em vir à Terra. Porque sabíamos que o Seu plano era a única maneira de avançarmos e alcançarmos a felicidade duradoura.

Não há maior testemunho do que este, que nós confiamos e amamos nosso Pai Celestial.

Nós O conhecíamos e tínhamos uma relação especial com Ele. Ainda podemos ter essa familiaridade e relacionamento agora que estamos conhecendo Ele como nosso Pai.

O amor e o sacrifício de um Pai

Na Bíblia, o apóstolo João escreveu a expressão mais grandiosa do amor do Pai Celestial por nós ao dizer:

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”.

O Pai Celestial sabia que precisaríamos de direção. Então, Ele enviou Seu Filho para se tornar o exemplo de como podemos viver uma vida que seja agradável aos olhos Dele.

Ele sabia que iríamos experimentar decepções, desgostos, arrependimentos, desespero, tristeza, desânimo, e muitas outras experiências que iriam testar a nossa coragem e provar a nossa fé.

Então, Ele enviou Seu Filho para passar e suportar todas essas provações, para que Ele pudesse saber exatamente como nos consolar.

O Senhor sabia que iríamos falhar e cometer erros. Por isso Ele enviou Seu Filho — para que possamos nos arrepender e ser perdoados de nossos pecados.

Que grande sacrifício foi para o Pai enviar Seu Filho Unigênito à Terra sabendo que Ele iria sofrer, ser crucificado e morrer na cruz pelos pecados do mundo.

Também pode interessar: Mensagens de amor e fotos clássicas em homenagem ao Dia dos Pais

E ainda assim o Pai Celestial o fez, para que todos nós possamos viver de novo. Ele o fez porque nos ama. Ele ama você.

Esse versículo em Pérolas de Grande Valor também nos dá um vislumbre da natureza de Deus. Aprendemos que Ele é um ser distinto e separado de Seu Filho Jesus Cristo e do Espírito Santo, mas que estão unidos em propósito: “levar a efeito a imortalidade e a vida eterna do homem”.

Construir um relacionamento com Ele

Em Doutrina e Convênios, também aprendemos que “o Pai tem um corpo de carne e ossos tão tangível como o [nosso]” mas, ao contrário de nós, Ele é um Ser glorificado, exaltado e aperfeiçoado.

E Ele nos proporcionou uma maneira de progredir nesta vida até que recebamos o maior dom de todos – uma existência gloriosa e exaltada, herdando tudo o que Ele tem.

Porque Ele é todo-poderoso e perfeito, podemos sentir-nos hesitantes em procurá-Lo. Porém, quando o fizermos, perceberemos que o céu não está tão distante.

Seu amor por nós é tão vasto, tão abrangente, que não importa o quão fraco ou imperfeito nós pensamos que somos, Ele simplesmente nos ama.

Ao tentarmos conhecê-Lo como nosso Pai, aprenderemos sobre o Seu amor e, por sua vez, aumentaremos a nossa capacidade de amar não só Ele, mas também as pessoas à nossa volta.

Sentiremos um desejo crescente de segui-Lo e nos tornaremos como Ele. Podemos não nos lembrar dos detalhes de quando vivíamos na Sua presença, mas os nossos espíritos lentamente se lembrarão de como era.

Para saber mais sobre o Pai Celestial e como você pode construir seu relacionamento com Ele ou se você gostaria de compartilhar suas histórias pessoais e experiências, entre em contato conosco. Ficaremos felizes em ouvir você.

Fonte: Faith Ph

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *