Por que os Rapazes também devem estudar o novo Tema das Moças?

Durante a Sessão Geral das Mulher da Conferência Geral, no último sábado, a Presidente Geral das Moças, Irmã Bonnie H. Cordon compartilhou uma versão atualizada do Tema das Moças.

A nova versão é a seguinte:

“Sou uma filha amada de pais celestiais, com uma natureza divina e um destino eterno.

Como discípula de Jesus Cristo, esforço-me para me tornar como Ele. Busco revelação pessoal, ajo de acordo com ela e ministro à outras pessoas em Seu santo nome.

Servirei de testemunha de Deus em todos os momentos, em todas as coisas e em todos os lugares.

Ao me esforçar para me qualificar para a Exaltação, dou valor à dádiva do arrependimento e procuro melhorar a cada dia.

Com fé, fortalecerei meu lar e minha família, farei e cumprirei convênios sagrados e receberei as ordenanças e as bênçãos do templo santo.”

O tema relembra as moças quem elas são, qual é o propósito de suas vidas, e como elas devem viver. A cada domingo, moças ao redor do mundo repetirão o novo tema, reiterando para si mesmas e umas para as outras, de que cada uma delas é uma filha especial de Pais Celestiais.

O novo tema traz um foco maravilhoso para as moças, e, se entendido, pode ser um maravilhoso foco para os rapazes também.

Muitas vezes, ouvimos sobre atualizações ocorrendo nas organizações que não fazemos parte e pensamos que não se aplica à nós. Essa ideia está longe da verdade. O evangelho de Jesus Cristo se aplica a todas as pessoas. Esse novo tema pode oferecer direção tanto para mulheres, homens e rapazes quanto para as moças.

Quando eu fazia parte da Organização dos Rapazes, eu sabia que as moças tinham um tema que repetiam toda semana. No entanto, nunca estudei esse tema ou soube quais eram as palavras que eram ditas. Agora, anos depois, gostaria de ter estudado.

Os rapazes e seus líderes têm a oportunidade de ler, estudar e ensinar o novo tema durante uma aula ou sozinhos. As doutrinas ensinadas nesse tema são eternas e poderosas.

Aplicar o tema para os rapazes é fácil. Assim como as mulheres da igreja são ensinadas que “homem”, “homens” ou humanidade nas escrituras, podem ser aplicadas a elas, os homens também podem ler a palavra “filha” como se fosse “filho.”

Ao editar o tema para os rapazes, podemos lê-lo assim:

“Sou [um filho amado] de pais celestiais, com uma natureza divina e um destino eterno.

Como [discípulo] de Jesus Cristo, esforço-me para me tornar como Ele. Busco revelação pessoal, ajo de acordo com ela e ministro à outras pessoas em Seu santo nome.

Servirei de testemunha de Deus em todos os momentos, em todas as coisas e em todos os lugares.

Ao me esforçar para me qualificar para a Exaltação, dou valor à dádiva do arrependimento e procuro melhorar a cada dia.

Com fé, fortalecerei meu lar e minha família, farei e cumprirei convênios sagrados e receberei as ordenanças e as bênçãos do templo santo.”

Não é esperado que o novo tema seja modificado e repetido por todos os quóruns do sacerdócio, todos os domingos – mas poderia. As verdades ensinadas, são universais. Um rapaz deve ser lembrado que ele é um filho de Pais Celestiais e que existe um plano para a salvação dele.

Ele também deveria repetir seu compromisso de ser uma testemunha de Deus e de viver o evangelho. Amo o novo tema das Moças, e espero que os rapazes leiam e estudem o máximo que puderem, como suas irmãs no evangelho fazem. Se assim fizerem, eles se qualificarão para a experiência que a Irmã Cordon prometeu logo depois de compartilhar o novo tema. Ela disse:

“Essas verdades se aplicam a vocês individualmente… Vocês são discípulas do convênio do nosso Salvador, Jesus Cristo. Convido-as a estudar e a ponderar essas palavras. Sei que ao fazê-lo, vocês receberão um testemunho de sua veracidade. Entender essas verdades, mudará a maneira que vocês enfrentam seus desafios. Conhecer a sua identidade e o seu propósito, vai ajuda-las a alinhar a sua vontade com a vontade do Salvador.”

Fonte: LDSLiving

Relacionado:

Anunciado o novo Tema das Moças

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *