Todo santo dos últimos dias tem o dever de ser um ávido leitor

Como membros da Igreja, somos incentivados a estudar e ler sempre.

Buscar ampliar nosso conhecimento, não é somente uma boa ideia para nós, mas sim um mandamento.

Em Doutrina e Convênios 88:118 lemos:

“(…) Nos melhores livros buscai palavras de sabedoria; procurai conhecimento, sim, pelo estudo e também pela fé.”

Ao contrário do que muitos podem pensar sobre nós, não lemos apenas as escrituras sagradas! Nós somos um povo que estuda e que lê bastante. Ou pelo menos, deveríamos ser.

Há muito anos, temos recebido instruções a esse respeito. Devemos conhecer a nossa história. Devemos buscar cada dia, mais conhecimento à medida que procedimentos também em outras áreas de nossas vidas.

jovens adultos solteiros

Ao pensar sobre sua juventude na Alemanha pós-guerra, quando oportunidades de estudo eram escassas, o Élder Uchtdorf relembra:

“Um dia, quando estava fazendo entregas na minha bicicleta, entrei na casa de um colega da escola. Em um dos cômodos, havia duas pequenas escrivaninhas encostadas na parede. Que visão maravilhosa foi aquela! Como aquelas crianças eram afortunadas por terem suas próprias escrivaninhas! Eu os imaginei ali sentados com os livros abertos, estudando as lições e fazendo os deveres de casa. Pareceu-me que ter a minha própria escrivaninha seria a coisa mais maravilhosa do mundo.

Tive que esperar muito para que esse desejo se realizasse. Anos depois, consegui um emprego numa instituição de pesquisa que possuía uma grande biblioteca. Lembro-me que passava grande parte de meu tempo livre naquela biblioteca. Ali, pude finalmente sentar-me em uma escrivaninha, sozinho, e banquetear-me com as informações e conhecimento que os livros proporcionavam. Como eu gostava de ler e aprender!”

E quanto a nós? Será que não temos as condições ideais e as desperdiçamos?

O profeta Joseph Smith adorava aprender, embora tenham sido poucas suas oportunidades de adquirir instrução formal. Em seus diários, ele falava com alegria dos dias que passava estudando e sempre expressava seu amor pelo aprendizado.

esperanças em Cristo

O Profeta Joseph ensinou que “o conhecimento afasta as trevas, a ansiedade e a dúvida, porque essas coisas não podem existir onde há conhecimento”. [1]

Quando nos deparamos com um artigo na internet, por exemplo, não devemos nos contentar apenas com a leitura de seu título. É necessário lê-lo por completo, se temos a pretensão de emitir alguma opinião a respeito.

De forma semelhante, são com os livros (da Igreja e outros também), revistas e literatura de um modo geral – precisamos examinar bem. Precisamos ser bons leitores.

santos

Acima de tudo, precisamos conhecer, mesmo que minimamente a nossa história. Precisamos compreender e ser capazes de explicar nossas crenças e práticas. E tudo isso só será possível se formos bons leitores.

Monteiro Lobato, escreveu:

“Quem mal lê, mal fala, mal ouve, mal vê.”

E é verdade. Se não lemos, não sabemos falar (e se falamos não estamos falando corretamente), não sabemos ouvir e não sabemos ver o que está diante de nossos olhos.

Que a leitura, seja para nós um compromisso diário.

Referência:

[1] A Instrução Formal é um Mandamento

Relacionado:

Os membros no Brasil estão lendo o livro Santos?

Um comentário em “Todo santo dos últimos dias tem o dever de ser um ávido leitor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *