Vem e Segue-me – lição 33 – “Vence o mal com o bem” – Romanos 7-16

Para apoiar o programa de aprendizado da Igreja – “Vem, e Segue-me” – estamos publicando semanalmente comentários sobre a lição designada. Estamos estudando o Novo Testamento em 2019. Na lição de hoje, designação de 12-18 de Agosto, estudaremos os Romanos 7-16.

Romanos 7

O Profeta Joseph Smith revisou a Bíblia, e fez alterações importantes em várias passagens de escrituras. Em Romanos 7, significativas mudanças foram feitas, inclusive há dois versículos adicionais.

“A tradução de Joseph não foi realizada no sentido tradicional. Ele não consultou textos em grego e hebraico ou usou dicionários para criar uma nova versão em inglês. Em vez disso, ele usou uma versão do rei Jaime da Bíblia como seu ponto de partida e fez acréscimos e alterações, conforme orientado pelo Espírito Santo.

Embora Joseph tenha feito várias pequenas correções gramaticais e modernizado algumas expressões, ele estava menos preocupado com essas melhorias técnicas do que com restaurar, por meio de revelação, as verdades importantes que não estavam incluídas na Bíblia contemporânea.” (“Tradução da Bíblia por Joseph Smith”, Revelações em Contexto)

Quando estudei Romanos 7 utilizando as notas de rodapé, que contém enxertos da Tradução de Joseph Smith, entendi muito melhor o que Paulo estava querendo dizer sobre lei, justiça e graça. Portanto, quando você estudar, não existe em se demorar mais e se aprofundar.

Se somos filhos de Deus, e Ele nos ama, porque sofremos?

Somos filhos de Deus, e Paulo testifica isso claramente. Ele disse aos Romanos e a nós:

“O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. E se nós somos filhos, somos, logo, herdeiros também, herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo” (Romanos 8:16-17)

Filhos de Deus – e herdeiros de Deus! Que grande bênção! Mas se Deus nos ama tanto, a ponto de nos fazer herdeiros tal como fez Cristo herdeiro – porque ele permite que sofremos? Há tanta dor e tantos desafios. Como um Deus bondoso pode permitir isso?

Paulo enfrenta essa questão, pois ele diz que receberemos a herança divina “se porventura com ele [Cristo] padecemos”. De fato, é uma condição para exaltação, para glória eterna, sofrer com as “aflições deste tempo presente”.

Apesar disso, Paulo nos garante que as dores que sofremos “não são para comparar com a glória que cem nós há de ser revelada.” (Romanos 8:18).

Os desafios da mortalidade, se bem encarados, nos dão esperança, paciência e confiança no poder de Cristo para salvação. O “o Espírito ajuda as nossas fraquezas” (Romanos 8:26)

Não devíamos murmurar e questionar Deus, pois Ele “nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como não nos dará também com ele todas as coisas?” (Romanos 8:32).

E Cristo sofreu para nos socorrer. Ele sabe como nos ajudar. E seu amor divino nos ampara nas provas da vida – e no fim, nos dá forças para superá-los.

“Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada?

Como está escrito: Por causa de ti somos entregues à morte todo o dia; somos reputados como ovelhas para o matadouro.

Mas em todas essas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.

Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem os poderes, nem o presente, nem o porvir,

Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.” (Romanos 8:35-39)

3 comentários em “Vem e Segue-me – lição 33 – “Vence o mal com o bem” – Romanos 7-16

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *