Juntos para sempre

A irmã da sociedade de socorro, 50 anos de casamento, perde o marido. No funeral, chora, fala sobre as manias do marido e se descontrola na hora do enterro. Começa a gritar:”Não me deixa!”. “Me leva com você!”; de repente tenta se soltar das irmãs que a abraçam e diz: “Eu vou junto com ele! Me deixem ir com ele! Eu vou junto! Eu vou junto! Sem perceber, ela se aproxima muito da sepultura, escorrega e cai lá embaixo, em cima do caixão. Mais desesperada ainda grita: “Socorro, me tirem daqui!”.

Enviada por: Adriana Lima
E-mail:ldsdrica@yahoo.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *