Perdeu a Conferência de Mulheres da BYU? Confira um resumo

Na quinta-feira, 29 de abril de 2021, começou a 45ª Conferência de Mulheres da BYU e pudemos ouvir muitas mensagens renovadoras e edificantes de diversos líderes das presidências gerais de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Se você não pode assistir as sessões, não se preocupe. Preparamos um resumo de cada sessão e esperamos que você aproveite.

Primeira sessão de quinta-feira

Tornar a Sociedade de Socorro um lugar de pertencimento

De uma maneira diferente da que estamos acostumados a ver, a presidente Jean B. Bingham e suas conselheiras na presidência geral da Sociedade de Socorro, a irmã Sharon Eubank e a irmã Reyna Isabel Aburto compartilharam juntas uma mensagem sobre a nossa necessidade de pertencimento e como a Sociedade de Socorro pode ser o melhor lugar para que possamos sentir que pertencemos.

“Ao enxergarmos umas às outras com uma perspectiva eterna, ou como ‘irmã eterna’, sentimo-nos felizes com o sucesso de nossas irmãs, compartilhamos nossas tristezas, perdoamos umas às outras por nossos erros e nos fortalecemos em nossas fraquezas”, disse a irmã Bingham.

A presidente Bingham incentivou as irmãs a fortalecerem os laços de irmandade com cada mulher em suas alas e ramos.

“A Sociedade de Socorro precisa apoiar todas as mulheres para ajudá-las a sentirem que sempre fazem parte da nossa divina e eterna irmandade.”

“Continuar praticando”

Mesmo tendo praticado advocacia por mais de 30 anos, Camille N. Johnson, presidente geral da Primária, disse que nunca fez um depoimento perfeito, conduziu um interrogatório perfeito ou apresentou um argumento perfeito perante um juiz.

“Penso que há uma razão pela qual eles se referem a isso como a ‘prática’ da lei”, disse a presidente Johnson.

“Eu estava praticando a advocacia com o objetivo de mudar, melhorar e me aperfeiçoar”, disse ela. “Meus esforços, embora imperfeitos, foram suficientes porque eu estava praticando.”

“O Salvador torna possível a perfeição eterna e Ele nos dá oportunidades de praticar. (…) Testifico que o Senhor as ama e deseja que vocês voltem para casa.”

“Eu fiz isso por você”

A irmã Susan H. Porter, primeira conselheira da presidência geral da Primária compartilhou uma experiência especial sobre quando seu esposo foi internado com pneumonia enquanto estavam em Moscou e seu quadro de saúde piorou drástica e rapidamente.

Ela disse que recentemente, ao se lembrar de tudo o que passou durante aquele momento delicado de sua vida, o Senhor falou claramente em minha mente: ‘Eu fiz isso por você’.”

A irmã Porter prestou seu testemunho: “Quer sintamos esse consolo no momento ou apenas reconheçamos Sua ajuda mais tarde, presto testemunho de que Ele virá e nos dará consolo e forças em momentos de necessidade.”

‘Jesus Cristo é o suficiente’

Após receber um telefonema que convidava ela e seu esposo para uma reunião com um membro do Quórum dos Doze Apóstolos, a irmã Amy A. Wright, segunda conselheira da presidência geral da Primária, disse que espera ser desobrigada de seu então atual chamado.

Durante seu trajeto até a sede da Igreja, ela teve uma impressão: “Você será chamada para servir como a segunda conselheira na presidência geral da Primária.” Ela relatou que vários pensamentos indesejados começaram a inundar sua mente. “Você não é boa o suficiente… você não é digna o suficiente.”

Após uma oração silenciosa em busca de paz, conforto e validação, ela recebeu a seguinte impressão:

“Você tem razão. Você não é o suficiente. E você nunca será sua definição de suficiente. Mas Jesus Cristo é o suficiente. Ele é mais do que suficiente e, portanto, tudo ficará bem.”

Aquela experiência a lembrou que esta é a obra do Salvador.

Cristo é perfeitamente capaz de fazer Sua própria obra. No entanto, o extraordinário é que Ele compartilha Seu trabalho sagrado conosco para que possamos ter oportunidades de aprender e crescer.”

Fonte: Church News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *