Perguntas e respostas: Por que as escrituras dizem que Jesus é o “Pai” e o “Filho”?

Pergunta

Olá! Tenho uma dúvida que gostaria que me ajudasses a resolver. Eu não entendo o que está em Mosias 15:2:

“E porque ele habita na carne, será chamado o Filho de Deus; e havendo sujeitado a carne à vontade do Pai, sendo o Pai e o Filho”.

Como que Jesus é o Pai e o Filho? Poderia me explicar este versículo com palavras mais fáceis, por favor?

Resposta

Obrigado por sua pergunta! A maneira mais simples de explicar essa passagem das escrituras é usando o manual do instituto e citando uma parte dele.

Mas, antes, vamos dar uma olhada em Mosias 15:1-7:

1 E então Abinádi lhes disse: Quisera que compreendêsseis que o próprio Deus descerá entre os filhos dos homens e redimirá seu povo.

E porque ele habita na carne, será chamado o Filho de Deus; e havendo sujeitado a carne à vontade do Pai, sendo o Pai e o Filho —

3 O Pai, porque foi concebido pelo poder de Deus; e o Filho, por causa da carne; tornando-se assim o Pai e o Filho —

Jesus

E eles são um Deus, sim, o próprio Pai Eterno do céu e da Terra.

E assim a carne, tornando-se sujeita ao Espírito, ou o Filho ao Pai, sendo um Deus, sofre tentações e não cede a elas, mas sujeita-se a ser escarnecido e açoitado e expulso e rejeitado por seu povo.

E depois de tudo isso, após haver realizado grandes milagres entre os filhos dos homens, será conduzido, sim, segundo disse Isaías: Como a ovelha permanece muda perante seus tosquiadores, também ele não abriu a boca.

Sim, desse modo será conduzido, crucificado e morto, a carne sujeitando-se à morte, a vontade do Filho sendo absorvida pela vontade do Pai.

Então, no terceiro versículo, sua pergunta é respondida: ele é o Pai porque “foi concebido pelo poder de Deus” e o Filho por “causa da carne“.

O Manual do Instituto para o aluno explica da seguinte forma:

Às vezes as escrituras referem-se a Jesus Cristo pelo título de “Pai”. O Élder M. Russell Ballard explicou por que, às vezes, diz-se que Jesus Cristo é tanto o Pai como o Filho:

“Como Cristo pode ser tanto o Pai como o Filho? Na verdade não é tão complicado quanto parece. Apesar de ser o Filho de Deus, Jesus Cristo é o cabeça da Igreja, que é a família dos crentes. Quando nascemos de novo espiritualmente, somos adotados por Sua família e Ele passa a ser nosso Pai ou líder. (…)

Essa doutrina não diminui de forma alguma o papel de Deus, o Pai, mas acreditamos que ela aprofunda nosso entendimento do papel de Deus, o Filho, nosso Salvador Jesus Cristo.

Deus, o Pai Celestial, é o Pai de nosso espírito; falamos de Deus, o Filho, como sendo o pai dos justos. Ele é considerado ‘Pai’ por causa de Sua relação com aqueles que aceitam Seu evangelho e, assim, tornam-se herdeiros da vida eterna.

O terceiro membro da Trindade, o Espírito Santo, que também é um Deus, tem a missão específica de ensinar e dar testemunho das verdades referentes à divindade de Deus, o Pai, e de Deus, o Filho”

(“Building Bridges of Understanding”, Ensign, junho de 1998, pp. 66–67).

Então, lemos:

Jesucristo

Em 30 de junho de 1916, sob a liderança do Presidente Joseph F.  Smith, a Primeira Presidência e os Doze Apóstolos fizeram uma declaração detalhada quanto ao Pai e ao Filho intitulada: “O Pai e o Filho: Exposição Doutrinária da Primeira Presidência e do Quórum dos Doze Apóstolos” [não disponível em português]. Parte dessa declaração explica como as escrituras referem-se a Jesus Cristo tanto como o “Filho” quanto, às vezes, como o “Pai”:

O ‘Pai’ como Criador. (…) As escrituras que, sob qualquer forma, referem-se a Deus como sendo o Pai dos céus e da Terra indicam que Deus é o Criador, o Organizador dos céus e da Terra.

É nesse sentido, como fica claro pelo contexto em cada caso, que Jeová, que é Jesus Cristo, o Filho de Eloim, é chamado de ‘Pai’, e até de ‘o próprio Pai Eterno dos céus e da terra’ [ver Éter 4:7; Alma 11:38–39; Mosias 15:4; 16:15]. (…)

creencias mormonas sobre jesucristo

Jesus Cristo É o ‘Pai’ Daqueles Que Vivem de Acordo com Seu Evangelho. [Outro] sentido em que Jesus Cristo é considerado ‘Pai’ é Sua relação com aqueles que aceitam Seu evangelho e, assim, tornam-se herdeiros da vida eterna (…).

O Senhor disse a Seus servos fiéis da atual dispensação: ‘Não temais, filhinhos, porque sois meus e eu venci o mundo; e fazeis parte daqueles que meu Pai me deu’ (D&C 50:41).

Jesus Cristo é o ‘Pai’ por Indicação e Autoridade Divina. (…) Jesus, o Filho, representou e ainda representa Eloim, Seu Pai, em poder e autoridade. (…) Sendo assim, o Pai delegou Seu nome ao Filho; e Jesus Cristo falou e ministrou em nome do Pai e, assim, no que toca ao poder, autoridade e caráter divino, Seus atos e palavras, no presente e no passado, são os atos e palavras do Pai” (“The Father and The Son”, Ensign, abril de 2002, pp. 14–15, 17).

Espero que tenha ajudado.

Fonte: Ask Gramps

Relacionado:

As recompensas que nos vêm depois de tudo o que pudermos fazer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *