Novo panfleto incentiva a compreensão entre muçulmanos e santos dos últimos dias

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias publicou um novo panfleto intitulado “Muçulmanos e Santos dos Últimos Dias: Crenças, Valores e Estilos de Vida”. O panfleto está disponível somente em alguns idiomas no aplicativo Biblioteca do Evangelho, na seção “Livros e Lições” e clicando em “Relações Inter-religiosas”.

O panfleto apresenta os muçulmanos (seguidores do Islã) e os santos dos últimos dias (membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias) entre si. O livreto é fruto de anos de trabalho, incluindo a colaboração com imãs muçulmanos.

“Ao realizarmos esse esforço com colegas muçulmanos, notamos o quanto há em comum entre as duas religiões”, disse o Élder Bednar no vídeo de 30 minutos que acompanha o panfleto.

“Por exemplo: tanto os santos dos últimos dias quanto os muçulmanos têm crenças sinceras como fé em Deus, profetas, escrituras e lugares santos. Compartilhamos valores comuns como a importância da família, da castidade e de ajudar os necessitados. O estilo de vida dos seguidores de ambas as religiões inclui práticas como a oração, o jejum e a proteção de nossa saúde física. As crenças, os valores e as práticas comuns entre ambas as religiões vão além de quaisquer limites políticos, étnicos ou culturais”.

Crenças compartilhadas

Embora reconheça as diferenças entre as duas religiões, o panfleto ilustra algumas das crenças compartilhadas. Por exemplo:

Deus é onisciente e onipotente. A fé deve ser expressa em pensamento, palavra e ação.

Os profetas são vitais para prover a orientação de Deus.

Jesus Cristo desempenha um papel importante, embora diferente, para ambos os grupos.

A revelação de Deus dada por meio de mensageiros como escritura é o alicerce para aprendermos a vontade de Deus, cumprirmos compromissos e participarmos da adoração fiel.

Os seres humanos precisam se comunicar com Deus por meio da oração diária.

Deus se deleita na pureza e castidade.

As mulheres são essenciais na sociedade e no lar.

A família é a unidade fundamental da sociedade e uma fonte essencial de alegria.

Pode ser interessante: Presidente Nelson: “Todos são iguais perante Deus”

Defender a liberdade religiosa

Em um vídeo, os apóstolos enfatizam os esforços da Igreja junto com os muçulmanos para defender a liberdade religiosa para todos. O Élder Gong disse:

“o nos reunirmos com líderes muçulmanos em todo o mundo, falamos sobre defender a liberdade religiosa. As pessoas de fé precisam defender a tolerância e a dignidade das pessoas de todas as crenças religiosas.”

O Élder Gong também leu uma lei da cidade de Nauvoo de 1841 que mostra a tolerância religiosa durante o início do movimento dos santos dos últimos dias: Católicos, Presbiterianos, Metodistas, Batistas, Santos dos Últimos Dias, Quakers, Episcopais, Universalistas, Unitaristas, [Muçulmanos] e todos os outros grupos e denominações religiosas devem ter tolerância livre e privilégios iguais nesta cidade”.

O Élder Bednar disse que a Igreja se sente a importância da “liberdade religiosa não apenas para nós mesmos, mas para todos. Assim como alguns muçulmanos nos Estados Unidos ou em outros lugares do mundo, os membros de nossa Igreja sentiram os efeitos da perseguição e da discriminação, e nós nos unimos a pessoas boas em todos os lugares para condenar tais ações”

Líderes muçulmanos e santos dos últimos dias

O Élder Bednar também compartilhou alguns dos comentários sobre liberdade religiosa que ele fez no Fórum Inter-religioso do G20 virtual de 2020, organizado pela Arábia Saudita.

Nesse fórum, ele pediu soluções para a COVID-19 que não excluam as pessoas das oportunidades de adoração.

Os líderes da Igreja frequentemente se associam aos líderes muçulmanos. Isso inclui a visita do presidente Russell M. Nelson em 2019 a líderes muçulmanos na Nova Zelândia para fazer uma doação para reconstruir mesquitas danificadas por ataques terroristas.

No mesmo ano, o Élder Gong se encontrou com um líder muçulmano na Ásia e na Oceania. O Élder Bednar se reuniu nos últimos dois anos com líderes do Sudão em seu país e na Praça do Templo. E o Élder Ronald A. Rasband conversou com vários líderes muçulmanos no Fórum Inter-religioso do G20 de 2021 na Itália.

Fonte: Newsroom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.