Por que a depressão torna tudo mais difícil?

O peso da depressão

Você poderia comer um prato cheio de cereal? Claro que sim. É muito fácil! Agora imagine que você tem alguns pesos presos aos seus braços. Você ainda conseguiria comer? Se os pesos fossem pesados o suficiente, quanto tempo demoraria para que seus braços começassem a tremer e para que você desistisse por exaustão?

Nesse cenário, poderíamos dizer que a pessoa é fraca porque não pode terminar um prato de cereal enquanto levanta pesos, ou talvez até diríamos que o cereal é o problema. Ainda assim, pessoas que sofrem com depressão, com frequência se diminuem, porque as tarefas mais fáceis se tornam as mais difíceis.  Eles se enxergam como pessoas patéticas, que falham ao aceitar que o problema é comer o cereal, quando na verdade é o peso da depressão.

O que é a depressão?

Para deixar claro, quando a maioria das pessoas diz “Me sinto depressivo,” o que eles querem dizer é que se sentem tristes, sombrios, e com medo. Isso é normal, e não pode ser confundido com a depressão clínica, que é uma coisa totalmente diferente. As pessoas que são diagnosticadas com depressão apresentam outros sintomas, como falta de esperança, baixa autoestima, pensamentos suicidas, perda de interesse por coisas que costumavam amar, não ter energia para nada, desespero absoluto e choro incontrolável. Na depressão clínica, esses sintomas ocorrem a um certo nível, que chegam a interferir na habilidade da pessoa de viver a sua própria vida.

Ao contrário de algumas ideias infundadas, a depressão não é escolhida, e não pode ser superada sem ajuda externa. Essas noções desinformadas podem causar danos maiores para aqueles que sofrem com, quando pessoas amadas que pensam “chorar com os que choram” (Mosias 18:9) na verdade estão dando conselhos ruins sobre algo que nunca experimentaram.

Como a Irmã Reyna I. Aburto tão sabiamente afirmou:

“Igualmente prejudicial é a nuvem do ceticismo insensível que pode afetar algumas pessoas que não enfrentaram esses desafios. Como qualquer outra parte do corpo, o cérebro está sujeito a doenças, traumas e desequilíbrios químicos. Quando nossa mente está sofrendo, é apropriado buscar a ajuda de Deus, daqueles à nossa volta e de profissionais de saúde física e mental.” (Comigo habita, ó Deus a noite vem – Conferência Geral Outubro 2019)

Figurativamente falando, a depressão pode ser incapacitante. Tarefas simples como tomar banho, cozinhar, se vestir, ou até mesmo sair da cama, podem parecer impossíveis de se fazer.

Como lutar contra a depressão?

Primeiro, reconheça que é um fardo , e só pode ser inteiramente entendido por aqueles que passam por isso. A depressão não é sinal de fraqueza ou falta de força de vontade. Demonstre apoio e compreensão por aqueles que passar por isso.

Segundo, continue tentando. Enquanto há muitos tratamentos para depressão, a chave universal é a relutância em desistir. Digo para meus pacientes com depressão, “Você não pode esperar estar melhor para começar a agir. Você precisa agir para se sentir melhor.”

A pessoa que tenta comer o cereal enquanto há pesos presos nos braços descobrirá que, com o tempo, seus braços se fortalecerão e a tarefa se tornará mais fácil. Igualmente, a pessoa com depressão que continua a tentar, descobrirá com grande dor e esforço, que geralmente, pouco a pouco, se torna mais fácil.

Lembre-se que Ralph Waldo Emerson disse:

“Aquilo que persistimos em fazer torna-se mais fácil de realizar; não que a natureza da tarefa mude, mas nossa capacidade aumenta”.

Terceiro, celebre as grandes vitórias disfarçadas de pequenas. Para alguém que tem depressão clínica, às vezes, sair da cama e tomar banho é uma vitória. Ao invés de pensar, “Não consigo acreditar como isso foi difícil para mim. É tão fácil para os outros. Sou patético,” lembre-se que eles não estão comendo cereal com pesos presos aos braços.

Comemore todos os passos difíceis que tomar, cada tarefa que conquistar quando parecer que é impossível de se completar, e deixe com que isso te motive a ir além.

Quarto, busque apoio.  Conte com a ajuda de pessoas que ama e em líderes da igreja quando eles são compreensivos e desejam entender pelo que você está passando. Não há vergonha em buscar por ajuda profissional. As respostas não estão todas na Igreja, e está tudo bem. O Senhor revela verdades por outros meios. Como o Élder Ballard ensinou:

“Membros esperam muitos dos líderes da Igreja e dos ensinamentos – esperando que eles sejam especialistas em assuntos muito além de seus deveres e responsabilidades… Se você tem uma dúvida que requer um profissional, por favor, procure um especialista atencioso e qualificado para te ajudar.”

Quinto, apoie-se no Salvador. Ele passou por muitas coisas, desceu abaixo de todas as coisas e sobrepujou todas as coisas, conhece a sua dor por experiência própria (ver Alma 7:11-12). Ele sabe exatamente como te confortar e fortalecer. Pode ser que você tenha que perseverar por um tempo, ou pelos seus dias mortais. Mas Ele caminhará junto com você e te ajudará a encontrar alegria no caminho.

Pessoas que sofrem com depressão podem ter vidas felizes, mas precisaram se esforçar e precisarão de nossa ajuda. Deus os abençoe. Espero que o artigo os ajude.

Fonte: LDSLiving

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *