Possível túmulo de Joseph Smith é descoberto em Nauvoo

Brian Christiansen, um santo dos últimos dias, comprou o Zion’s Mercantile e o Woodruff Hotel localizados em Nauvoo, em frente ao Templo de Nauvoo, Illinois em 2020.

Ele e sua família já haviam viajado pelo país em um trailer, visitando locais históricos da Igreja quando se apaixonaram pela histórica Nauvoo. Brian rapidamente aproveitou a oportunidade para comprar a propriedade.

Parte do que intrigou Christiansen sobre a propriedade foi a existência de arcos de tijolos vermelhos visíveis logo abaixo da calçada. Ele compartilhou:

“Naquela época, especulava-se que talvez fossem túneis de fuga ou algo semelhante para os membros. Por serem avisados de possíveis desabamentos, eles não continuaram a cavar.”

Mais tarde, outra teoria veio à tona, segundo a qual Joseph Smith mandou criar um sepulcro para ele e sua família, localizado em frente ao prédio do comerciante.

“Eu nunca tinha ouvido falar do túmulo de Joseph, isso era algo novo para mim”, disse Christiansen.

A escavação

Depois de comprar a propriedade, Christiansen e um amigo pegaram pás e começaram a cavar.

“Por causa da COVID-19, não havia turistas e o local estava vazio, então pudemos cavar tudo o que queríamos para ver o que havia debaixo da terra.”

Inicialmente, o progresso foi retardado por uma grande viga de calcário, no entanto, uma vez que fizeram uma abertura larga o suficiente, eles colocaram uma escada para entrar no local.

Infelizmente, a única coisa que encontraram foi apenas uma pilha de escombros, sapos e baratas.

Quando Brian Christiansen começou a filmar o interior do local, ele descreveu ter visto uma “grande pedra angular esculpida” em uma viga, que acreditou ser significativa.

A abóbada subterrânea tem 2,1 metros por 8,2 metros de comprimento, disse Christiansen.

Onde fica o túmulo?

Os planos para o túmulo de Joseph foram doados à Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias por Leslie Griffin em 1948, junto com os planos para o Templo de Nauvoo, Illinois.

Nauvoo foi o principal local de congregação dos santos dos últimos dias de 1839 a 1846, quando a maioria dos membros foi forçada a seguir para o oeste.

Joseph Johnstun, um historiador da área, disse que Joseph Smith contratou William Weeks, o arquiteto do Templo original de Nauvoo, para construir um túmulo para o profeta e sua família.

Johnstun foi o autor de um artigo de pesquisa sobre o túmulo e o sepultamento de Joseph Smith, explorando quatro possíveis teorias sobre a localização do jazigo.

A quarta teoria sugere que o jazigo está no canto sudoeste do Templo de Nauvoo, que se encaixa com a localização do local encontrado por Christiansen.

O artigo de Johnstun também cita a pesquisa de Susan Easton Black, professora aposentada de História e Doutrina da Universidade Brigham Young, que defendia outro local a um quarteirão ao sul do Templo de Nauvoo, Illinois.

Johnstun disse que a abóbada de Christiansen tem uma semelhança única com aquela tumba, de acordo com KSL.com.

“É comparável em tamanho aos desenhos de William Weeks”, disse Johnstun no artigo.

Christiansen leu registros de diário que fazem referência ao uso de tijolos vermelhos e indicam que a localização do jazigo estava no canto sudeste do templo, o que parece coincidir.

Planos para o túmulo de Joseph

No entanto, Christiansen afirmou que não há registro oficial de onde o túmulo foi construído, e também não afirma tê-lo encontrado.

“Existem muitas grandes coincidências que nos trazem tais questões. É interessante pensar sobre elas.”

Independentemente da localização, o profeta não foi enterrado ali.

Depois que Joseph e Hyrum Smith foram assassinados por uma turba em 1844, seus corpos foram secretamente enterrados no porão da Casa de Nauvoo.

Meses depois, os corpos foram enterrados novamente em um local próximo ao rio Mississippi. Décadas depois, em 1928, os restos mortais de Joseph, Emma e Hyrum foram exumados e enterrados juntos no que é conhecido como o cemitério da Família Smith.

Documentário e museu

Christiansen contratou uma equipe de cineastas, incluindo T.C. Christensen e Phil Tuckett, para produzir um documentário que irá capturar o processo de descoberta do local e sua história.

A estreia do documentário está prevista para novembro e o objetivo do documentário não implica provar que a abóbada é o túmulo de Joseph, “embora existam algumas semelhanças que nos levam a questionar se isso é possível”, disse Christiansen.

Junto com o documentário, Christiansen quer criar um museu para exibir o túmulo de Joseph.

O site tombofjoseph.com compartilhou:

“O documentário busca descobrir as possibilidades dos vários lugares [designados para o túmulo], à medida que investiga a história da Igreja no período anterior e posterior ao martírio [de Joseph Smith].

O túmulo de Joseph será um espaço para compartilhar a história do túmulo, razão pela qual ele foi importante para Joseph e proporcionará um local para exposição de artefatos e registros históricos”.

Fonte: Deseret News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *