Líder histórico do NBB CAIXA e boa fase no Sesi Franca: Cipolini (SUD) volta ao Torneio de Enterradas

Lucas Cipolini, O Rei das Enterrdas

Líder histórico do NBB CAIXA. Cipolini das Enterradas. O líder de enterradas do NBB CAIXA está com “fome de menino”. Mais velho entre os participantes do Torneio de Enterradas do Jogo das Estrelas do NBB CAIXA, Cipolini será um dos oito competidores que buscarão um dos mais desejados títulos do evento, neste domingo, no Ginásio do Ibirapuera, ao vivo no Esporte Espetacular (TV Globo).

Com 31 anos e oito temporadas de NBB CAIXA no currículo, o camisa 15 do Sesi Franca tem um total de 329 cravavas na história e lidera o fundamento com folga (1,2 por jogo). E a explicação é fácil. Além de ser dono de um excelente físico, o pivô de 2,03m de altura é apaixonado por enterradas.

“Desde quando comecei a jogar me inspirava nas enterradas. Para mim é muito gratificante e seria uma honra terminar minha carreira, daqui uns bons anos (risos), com esse posto. No Brasil temos condição de ter jogadores com jogadas plásticas e fico feliz em fazer parte dessa evolução do basquete nacional”, disse o jogador.

Nascido em Casa Branca, no interior do Estado de São Paulo, Cipolini despontou mesmo nas categorias de base do EC Pinheiros e depois rumou para os Estados Unidos para ficar quatro anos no basquete universitário (BYU-Hawai). Seu retorno ao Brasil aconteceu na temporada 2010/2011 do NBB CAIXA para atuar pelo Unitri/Uberlândia.

Cipolini tem várias enterradas “de cinema” em sua trajetória no NBB CAIXA (Raphael/Oliveira/EAZ)
Cipolini tem várias enterradas “de cinema” em sua trajetória no NBB CAIXA (Raphael/Oliveira/EAZ)

Junto das enterradas, o jogador também carregou outra marca registrada durante toda sua trajetória: a camisa 15, homenagem ao ídolo Vince Carter. Campeão do Torneio de Enterradas da NBA em 1999 e e um dos maiores saltadores do basquete, Carter inspirou Cipolini e, até os dias de hoje, segue mostrando seu talento na maior liga de basquete do mundo.

“Quando comecei a jogar basquete no final dos anos 90 era quando o Vince Carter estava aparecendo e sempre gostei muito das enterradas dele. Ele sempre me inspirou e uso a camisa 15 por causa dele. Até hoje, com mais de 40 anos ele continua dando várias cravadas. Quem dera eu chegar igual asssim ele (risos)”, disse Cipolini, sobre o jogador que está no Sacramento Kings e fez história com as camisas de Toronto Raptors e New Jersey Nets.

Para tentar “repetir” o ídolo e vencer o Torneio de Enterradas do NBB CAIXA pela primeira vez, Cipolini terá o garoto Gabriel Jaú, de apenas 19 anos, pela frente na primeira rodada. Depois os rivais podem ser Wesley ou Gui Bento e, na final, um atleta norte-americano.

Leia matéria completa em: 
http://lnb.com.br/noticias/mr-dunks/

Leia materias semelhantes a esta: Esportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *