Porto Rico sofre com as consequências dos terremotos, membros e missionários servem ao próximo

Na última terça-feira (7), um terremoto de magnitude 6.4 atingiu Porto Rico pela manhã. Um homem morreu e nove pessoas ficaram feridas. Não houve muita repercussão na mídia sobre o evento, por não ter ocorrido muitas mortes ou feridos, entretanto o país enfrenta dias extremamente difíceis desde então. 

A atividade sísmica não pára desde dezembro de 2019 e até o momento, ocorreram mais de 500 terremotos de menor escala na ilha. Isso acarretou a falta de água para mais de 250 mil pessoas e a falta de energia elétrica para mais de meio milhão de porto-riquenhos.

Fonte: Church News

Por conta dos tremores, a população não pode voltar para suas casas e acabam acampando ao céu aberto, em parques, campos, estádios, etc. 

“A situação é desesperadora, porque as pessoas não podem voltar para suas casas”, disse Élder Jorge M. Alvarado, Setenta Autoridade Geral conselheiro na Presidência da Área Caribe e nativo de Porto Rico. 

Quase imediatamente após o terremoto da semana passada, missionários e Santos dos Últimos Dias começaram a servir em conjunto com a ajuda humanitária local em prol dos porto-riquenhos. Foram disponibilizados fundos pela Igreja para comprar comida, água, produtos de higiene pessoal e outros itens essenciais, além da ajuda de profissionais especializados em saúde mental para os Santos dos Últimos Dias conseguirem lidar com a situação.

Os missionários e os Santos dos Últimos Dias estão trabalhando, tanto temporalmente quanto espiritualmente.“Precisamos de muitas coisas”, disse Élder Alvarado. “Nos reunimos com os líderes locais para ver o que pode ser feito. Falamos também com a Guarda Nacional”.

Fonte: Church News

As casas de muitos membros da Igreja foram danificadas e muitos sofrem emocionalmente ainda por conta do furacão Maria que passou em 2017.

Mesmo com tantos desafios, os Santos dos Últimos Dias estão enfrentando tudo com esperança e fé em Cristo.

“As pessoas estão dizendo, ‘Isso é outra provação – vamos encará-la com boa vontade’”, disse Élder Alvarado. “Nossa mensagem é que continuem orando pela proteção de nossas famílias. O Senhor está nos ouvindo.”

Fonte: Church News

Relacionado:

Forte terremoto atinge Porto Rico, missionários e Santos dos Últimos Dias estão bem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *