O que havia nas Placas de Latão e por que Labão as possuía?

Parece que o registro mantido por Labão, não estava terminado e completo. Era um trabalho em andamento e fazia parte de um processo. Ao contrário de nosso Velho Testamento, as placas de latão não eram uma narrativa de valiosos eventos que haviam ocorrido mil anos antes.

Elas continham as atuais palavras de Jeremias, um contemporâneo de Leí. Esse conjunto de placas, provavelmente era um templo sagrado ou um nobre registro. Como essa coletânea continha todos os cinco livros de Moisés, provavelmente também continha o livro de Deuteronômio.

A maioria dos estudiosos acredita que o livro de Deuteronômio ficou perdido por um longo tempo, e que o Rei Josias encontrou o Livro da Lei enquanto limpavam o templo em 628 a.C. Isto resultou na grande reforma do Rei Josias em 625 a.C., que consolidou toda a adoração a Jeová no templo de Jerusalém.

Leí sabia dessa reforma. Não sabemos se Leí concordou com todas as mudanças de Josias. Haviam aspectos nas mudanças de Josias que não agradavam os profetas em Jerusalém. No entanto, haviam partes da reforma que eram aceitas por todos.

Logo após encontrarem o registro perdido de Deuteronômio e em conjunto com as reformas implementadas, é provável que o Rei Josias tenha disponibilizado recursos consideráveis, para produzir um conjunto mais permanente de placas de metal com o conjunto completo de registros, incluindo o recém encontrado livro de Deuteronômio. Desta maneira, o registro não se perderia novamente.

Ele também queria se certificar que o livro de Deuteronômio fosse firmemente estabelecido com autoritário. Apesar dos registros antigos em geral, as pessoas modernas deveriam considerar que a antiga Israel era um mundo diferente do que o atual.

Antigamente, como uma pessoa conseguiria uma cópia das escrituras? Não poderíamos simplesmente ir a uma loja e compra-las. Não havia impressão naquela época. Mesmo que só quiséssemos uma cópia escrita à mão, como poderíamos obtê-las ou produzi-las?

Conseguir materiais escritos era muito difícil. Um pergaminho do Mar Morto de Isaías tem seis metros de comprimento. É muito couro. Quanto couro de íbex seria necessário para fazer um pergaminho? Você também precisaria de uma cópia mestre.

Obter um registro de escrituras era algo muito caro. Por fim, no mundo antigo, somente algumas pessoas sabiam ler e escrever. Alguém teria que copiar o registro de escrituras palavra por palavra.

Escrever à mão todo o registro, seria muito tedioso e um trabalho intenso. Você podia pagar alguém para escrever o registro, mas seria um trabalho imenso. Teria um custo muito alto. Essas placas de latão eram muito raras e muito caras.

Fonte: BookofMormonCentral

Relacionado:

7 coisas que sabemos agora sobre as 116 páginas perdidas do Livro de Mórmon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *